• Fábio Pessoa

Sustentabilidade e Inovação

Estamos vivenciando o tempo da expansão da tecnologia e dos recursos virtuais. Acessibilidade, conectividade, praticidade, dinamismo e eficiência provocados por aparelhos cada vez mais avançados. Aplicativos, programas, sites, portais e redes sociais agilizando processos e trocando informações em volume e tempo recorde.



É comum que a palavra INOVAÇÃO seja instantaneamente conectada somente à modernidade e tudo o que a cerca. Mas o verbete inovar é muito mais do que isso. O ato está atrelado à necessidade de criar caminhos ou estratégias diferentes, ao que há de usual, para alcançar um dado objetivo.

Inovar é criar, sejam ideias, processos, ferramentas ou serviços, mas não para por aí. Uma nova forma de gerir uma empresa também é inovação. Daí mais uma infinidade de possibilidades: inovação de produto, inovação de marketing, inovação organizacional e muito mais!


A obra “Sustentabilidade Incorporada: a nova vantagem competitiva”, dos professores Laslo e Zexembayeva, apresenta não somente exemplos, mas o que justifica e como gerar inovação. Segundo estes mesmos autores, a escassez de recursos naturais é uma das fontes inesgotáveis de inspiração para inovar com foco para os negócios.


Tomemos como exemplo a realidade brasileira: a matriz energética principal é a água; este mesmo recurso é usado para irrigar, processar insumos, preparar comida, hidratar e higienizar seres/objetos; seu uso e sua disponibilidade variam conforme regiões; uma das formas de frear seu consumo foi a recente implantação das bandeiras tarifárias por parte do governo federal.


Eis o primeiro ponto de atenção para as empresas. Grande parte do maquinário e dos processos atualmente utilizados é movida por eletricidade. Significa dizer que uma mudança para a bandeira tarifária mais alta, aumenta proporcionalmente os custos de produção e funcionamento da empresa naquele período. De forma lógica, quanto menos água disponível, mais caro e mais difícil tende a ser a operação daquela empresa.


Você já havia pensado nisso? Já está se preparando para inovar e mudar sua forma de gerir seu negócio com base na escassez de recursos? Os dirigentes da Lush Cosmetics, uma empresa britânica especializada em sabonetes e shampoos, se deram conta disso de repente. Durante uma palestra num evento que discutia sobre a sustentabilidade ambiental e o mundo dos negócios, “abriram os olhos” para algumas perguntas importantes: Como garantir a disponibilidade dos recursos no curto e médio prazo? Como garantir o preço dos insumos sem atrapalhar o equilíbrio do negócio?



Diante desta ameaça real os gestores não viram outro caminho: inovar ou padecer. O ponto de partida para a mudança teria que ser radical e focado no “calcanhar de Aquiles” do processo produtivo da Lush: fazer shampoo usando o mínimo possível de água. Parece desafio científico para uma corrida espacial, mas na verdade não passa de sanidade gerencial. Os gestores compreenderam o porvir e resolveram ser estratégicos como nunca haviam sido antes. O desejo de mudar foi tão grande que virou obsessão imediata.


Com empenho máximo e trabalho em equipe o novo caminho foi descoberto. Começava ali a comercialização de um shampoo em formato de barra tal qual um sabonete. Nas mudanças estruturais não havia mais envasamento, design de embalagens, design de rótulos, grandes espaços para estocagem, grande quantidade de veículos para a logística de distribuição e grandes espaços nas gondolas dos pontos de venda. Uma barra de shampoo possui rendimento de três garrafas do produto líquido e um caminhão de barras demandaria quinze caminhões para transportar o equivalente do mesmo produto em sua forma líquida.


Recapitulando: um susto abalou as certezas da gestão; um enorme paradigma se transformou em oportunidade de mercado; as mudanças de processo produziram massiva redução de custos; nasce um novo produto que garante a sustentabilidade financeira da empresa; a empresa se perpetua fazendo o que sabe fazer e de quebra agride menos o meio ambiente. Isto se chama inovação com foco na sustentabilidade ambiental.


No restante no mundo e no Brasil existem várias empresas há muito tempo atuando em prol do meio ambiente. Coincidentemente, a Natura, outra empresa de cosméticos, é uma das referências brasileiras quando se fala em mudança com foco no meio ambiente. A onda está se espalhando com tanta força que empresas já estão nascendo com esta pegada. Na cidade de Belo Horizonte, temos a Vivo Plantas, um portal de comercialização de vegetais de todos os tipos e tamanhos. Mas não é só isso.



Com experiência de mais de 20 anos no mercado de plantas e com formação na área de paisagismo, Cida Carneiro resolveu empreender de forma diferente. Com todo seu conhecimento em plantas, montou uma loja virtual que aboliu a sede física, o estoque de plantas e a necessidade de ter um funcionário técnico para cuidar e outro para atender clientes. Eliminou os custos de manutenção e de locação de um espaço e com isso excluiu do processo o transporte inadequado de mudas.


Explicando: numa loja física de plantas o vendedor adquire espécies de um produtor; as mudas vivas saem do campo de produção e ficam expostas para venda (1ª mudança de ambiente); assim que compradas são transportadas para seu local de plantio (2ª mudança de ambiente). Por causa das duas mudanças de ambiente sobe o índice de mortalidade, gerando prejuízo para quem vende, quem compra e para o meio ambiente.


Ao eliminar o espaço físico a Vivo Plantas permite que as mudas saiam direto do produtor para o local de plantio. Assim diminui-se a mortalidade e reduz-se o custo, permitindo que a empresa atue com mais saúde financeira e, ao mesmo tempo, em prol do meio ambiente. E pensar que todas as empresas, de qualquer segmento e porte podem inovar e não o fazem! Será falta de conhecimento ou de referência?


Seja lá qual for o obstáculo, está na hora de focar nas soluções porque o tempo não para. Cada minuto de apatia pode significar uma oportunidade a menos de salvar ou de reavivar o seu negócio. Para que esperar mais? Se quiser conversar a respeito basta fazer contato conosco. Inovação e sustentabilidade está em nosso DNA!

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square